Escolha qual posição você quer adotar daqui em diante!

Fonte: neuropsicologianasaladeaula.blogspot.com.br

 

     Isso mesmo escolha uma posição!
   Você sabia que só de fazer uma postura de Super-homem você acaba se sentindo poderoso? Ou, que basta você mudar a forma de sentar, o modo de mexer suas mãos, que sua vida começa a mudar? A postura tem relação com hormônios que comandam o seu comportamento... Sua postura pode mudar o seu estado de espírito e até seu metabolismo.
     De acordo com as pesquisas, sorrir pode transmitir segurança. Sentar na ponta de uma cadeira, quer dizer que você quer ir embora. Gesticular muito quer dizer nervosismo.
     Há algum tempo as pessoas já descobriram e os pesquisadores comprovaram que o corpo fala.
     A psicóloga Amy Cuddy(foto), professora da Universidade de Havard, utilizando-se de métodos experimentais para investigar como as pessoas julgam umas as outras e a si mesmo, confirmou que nossa postura influencia em nosso comportamento; e, que se ficarmos 2 minutos numa determinada posição nosso organismo sofre alterações, mudando nossa testosterona e os níveis de cortisol. Resumindo: a pesquisa mostra que "fingir" posturas corporais associadas com dominação e poder - mesmo que por apenas dois minutos - aumenta a testosterona das pessoas, diminui seu nível de cortisol, aumenta o apetite por risco, e faz com que as pessoas se saiam bem em entrevistas de emprego. "Se você agir poderosamente, você vai começar a pensar poderosamente."
   O psicólogo João Oliveira, em entrevista a Ana Maria Braga, disse que se estivermos passando por uma situação de perigo, insegurança, devemos parar na posição de Super-homem, pois assim enviamos uma mensagem para nós mesmos de segurança e equilíbrio.
Para ele existem algumas posturas que nos fazem enfrentar situações de forma mais tranquila...
1º A do Super-homem ou Mulher-maravilha;
2º Com as mãos na cabeça, como se estivesse bem à vontade;
3º A posição do general: peito estufado, mãos para trás.
   “A emoção acaba sendo transferida para o comportamento, então, você demonstra fisicamente aquilo que está dentro de você de forma subjetiva. Isso é uma via de mão dupla. Se você altera sua postura corporal, acaba alterando também a emoção", explicou o psicólogo João Oliveira. Ele disse ainda que, diante de uma situação de perigo, você pode parar na posição do Super-Homem por dois minutos, e tudo pode mudar: "Eu terei uma produção de testosterona, uma baixa do cortisol e vou me sentir mais à vontade até com a endorfina para enfrentar o desafio”.
     E para entender a pesquisa feita por Cuddy, transcrevo as palavras de Biderman(2012),
Para comprovar a tese, Amy Cuddy e seus colegas das universidades Harvard e Columbia mediram os níveis dos hormônios testosterona e cortisol de 42 pessoas que foram orientadas a ficar em posições expansivas ou contraídas (pernas e braços cruzados, ombros arqueados).
- Quem posou de poderoso teve aumento nos níveis de testosterona (ligado ao impulso de lutar) e queda nos de cortisol (ligado ao estresse). É o perfil hormonal do “macho alfa”, o líder do bando.
- Os voluntários não se exibiram para uma plateia e não sabiam que estavam participando de um estudo sobre posturas de poder. Os níveis dos hormônios na saliva dos pesquisados foram medidos antes do início do experimento e 17 minutos depois de a postura ter sido mantida por dois minutos.
- A influência no comportamento também foi medida: os voluntários receberam uma pequena quantia em dinheiro que podiam levar para casa ou apostar –nesse caso, arriscavam-se a perder tudo ou a ganhar em dobro.
- Entre os que se colocaram nas posturas de poder, 86% tiveram coragem de arriscar, contra 60% dos participantes que ficaram em posições mais encolhidas.
- Eles também fizeram um discurso para uma plateia que não sabia qual era o objetivo da pesquisa. O público avaliou melhor aqueles que, antes da apresentação, ficaram, por exemplo, com os pés esticados sobre a mesa ou com as mãos na cintura como a “Mulher Maravilha” (poses que não foram reproduzidas no discurso).
- “Mudando sua postura, você prepara seus sistemas mentais e psicológicos para enfrentar desafios e situações estressantes e pode aumentar sua confiança e melhorar seu desempenho”, diz Cuddy.
 
Referências:
 
BIDERMAN, Iara. Se você faz a pose, mesmo fingindo ganha poder, diz psicóloga. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/1158486-se-voce-faz-a-pose-mesmo-fingindo-ganha-poder-diz-psicologa.shtml
BRAGA, Ana Maria. O poder da postura: veja como usá-la de maneira que te favoreça e ostente poder. Disponível em http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/O-programa/noticia/2012/10/o-poder-da-postura-veja-como-usa-la-de-maneira-que-te-favoreca-e-ostente-poder.html

 

Que tal Equilibrar, Restaurar e Harmonizar suas Energias?   Consultório Terapia Holística em Curitiba  3599-9922  Terapias Naturais, Vibracionais, EFT      Você de bem com a Vida!