CRENÇAS ( Neurociência)

» por  em 20/07/2012 em comportamentomedicina integralneurobiologia | 4 comentários

CRENÇAS

Temos falado bastante em sistema de crenças e como elas controlam tanto o comportamento quanto a biologia. Sim, pesquisas tem mostrado que essas crenças são verdadeiros filtros que permitem a consciência expressar-se no mundo. As informações transmitidas pela consciência criam os hábitos e condicionamentos. Conversamos em outras oportunidades que percepção e memória guardam uma íntima correlação. Percepção cria memória e memória cria a percepção. Nessa circularidade, temos um órgão nobre cuja função é permitir uma representação física dessas percepções, dessas memórias e dessas crenças: o cérebro. O cérebro possui cerca de 100 bilhões de neurônios com infinitas conexões chamadas de sinapses. Percebemos o mundo ao nosso redor pelos órgãos dos sentidos e essas informações chegam ao córtex cerebral em dois hemisférios: hemisfério cerebral direito e esquerdo.

O cérebro é uma totalidade e adquiriu funções específicas e especializadas que permitem a consciência expressar suas potencialidades através de padrões de disparos neuronais localizados nos hemisférios específicos conforme aquilo que se quer expressar. A consciência vive em uma polaridade refletida na divisão das tarefas entre o hemisfério direito e o hemisfério esquerdo. A racionalidade, a lógica, a percepção de separação que vivemos, o conhecimento científico que adquirimos, o pensar por palavras, a capacidade de análise, a organização e o controle são atividades sob o comando do hemisfério esquerdo. Por outro lado, a emocão, a intuição, a criatividade, o pensar por imagens, a capacidade de síntese, a espontaneidade, a liberdade são atividades sob o comando do hemisfério direito.

20120720-070329.jpg

As crenças construídas pelas memórias e percepções passadas moldam o comportamento. “Eu sou incapaz”, “Eu sou inseguro”, “Não importa o quanto eu faça ou tente, nunca está bom o suficiente”, “O que eu faço não é realmente importante”, “As decisões que eu tomo normalmente levam a resultados errados”, são todos exemplos de crenças limitantes que adquirimos ao longo das experiências que funcionam como filtros da realidade. É dessa forma que a consciência cria a sua própria realidade. Suas escolhas dentre as infinitas possibilidades são condicionadas por esses filtros, por essas crenças. Ter a capacidade de dizer não a essas crenças limitantes e mudar, escolher o novo como “Eu sou capaz”, “Eu sou seguro”, “Eu faço o meu melhor e isso é o suficiente”, “Eu faço o meu melhor e vejo a beleza em minha vida”, são crenças libertadoras.

Essas crenças não são conscientes, pelo contrário, elas são subconscientes. O fato de elas serem subconscientes não significam que sejam inócuas, pois elas moldam o nosso comportamento. Agimos no mundo baseado em nosso próprio sistema de crenças, criamos a nossa realidade baseado nos filtros que possuimos. Na grande maioria das vezes, esses filtros são limitantes. Essas lentes pela qual escolhemos a nossa realidade criam percepções dessa realidade e também as memórias subsequentes. Os diversos relacionamentos que temos são influenciados por essas crenças. As crenças controlam as percepções. As percepções controlam o comportamento e a biologia. Vejam o quanto o sistema de crenças que adquirimos ao longo da vida influenciam e comandam a aquisição da nossa realidade. Como mudar essas crenças? Como dizer não aos hábitos e condicionamentos? Muitas vezes precisamos de ajuda! Precisamos de instrumentos que nos permitam ter a capacidade de rescrever essas crenças. Rescrevendo as crenças, rescrevemos nosso comportamento. Rescrevendo as crenças, rescrevemos nossas percepções. Rescrevendo as crenças, rescrevemos nossas memórias. Mudamos os filtros e as lentes pelas quais criamos a realidade. Podemos criar algo novo em nosso viver. A ferramenta que se propõe a reprogramar sua mente subsconsciente chama-se Psych-K.

O Psych-k utiliza o conceito de “whole brain”, isto é, utiliza o cérebro de maneira integral. Utilizar os hemisférios direito e esquerdo para conseguirmos de maneira equilibrada expressar todas as potencialidades da consciência. Equilibrar as capacidades de ambos os hemisférios permitindo um agir no mundo também mais equilibrado. Temos muitas crenças dentro de várias áreas que nos impedem de ir adiante. Crenças na compreensão da auto-estima, da prosperidade, dos relacionamentos, da espiritualidade, da saúde e do corpo, do sofrimento e perda, dentre outras. Temos a oportunidade de modificar os contextos para possibilitar novos significados.

Até agora enfatizamos muito a questão de que nossas crenças influenciam o comportamento. Mas quero enfatizar também que as crenças controlam a biologia. O processo de adoecer e o processo de cura dependem desse sistema de crenças. As células e o corpo físico, de uma maneira geral, possuem uma “inteligência” inata que fornecem as informações para o funcionamento adequado das quase 70 trilhôes de células que possuimos. O processo de cura também depende das percepções. O comando que faz com que o DNA sintetize a proteína específica provém da consciência. A consciência age no mundo através de escolhas. Essas escolhas são condicionadas pelas lentes, pelos filtros, pelas crenças. As crenças controlam a biologia. O entendimento de que a mente tem a capacidade de atuar sobre a matéria de maneira causal já é pesquisada de forma séria pela ciência. Precisa-se apenas mudar o paradigma de que a matéria é a causa de tudo para a compreensão de que a consciência é a base de tudo.

Compreender esses processos sutis da consciência talvez nos aproxime mais de como funciona o processo da cura e do adoecer. Qual modificação ocorre em uma pessoa que a torna capaz de recuperar a saúde? Como ocorre a remissão de uma doença grave? O que aconteceu na percepção dessa pessoa que a fez coordenar as funções biológicas de maneira a ser capaz de curar-se? Essas questões me intrigam e tenho certeza que a resposta não está apenas nas interações moleculares a nível celular provocados pelas acões apenas no físico. Outros fatores devem ser considerados na equação para que possamos descobrir o poder de cura que o corpo possui. Os sistemas de crenças, os hábitos e condicionamentos, são uma pista importante e com certeza fazem parte dessa equação.

Abraços fraternos.

Milton

Terapia Holistica em Curitiba    Terapias naturais e vibracionais   3599-9922